quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Descalça...



Tiro os sapatos
e descalça piso o chão,
passeio-me
por entre a areia
que o sol entrecruza
e sinto
que só descalça me sinto bem!
Descalça
não tenho nada,
descalça parto
e não olho para trás...
porque tenho o que é meu
e um chão para caminhar...


Pág. 16 de Mares d'Alma

2 comentários:

Paulo Sempre disse...

Enquanto houver um chão para caminhar ainda há esperança para a "viagem"...

Beijo

Paulo Sempre

eugenia sousa disse...

muito lindo