segunda-feira, 28 de junho de 2010

Quando eu partir...



Quando eu partir
não chores
não poderei limpar-te
as lágrimas...
e o som produzido por elas
não será a música
que quero ouvir
toca uma balada
para mim
ficarei a escuta-la,
a escuta-la...

Não me ofereças flores
não poderei sentir o seu perfume
nem te vistas de negro
escolhe o branco
para me tranquilizares
faz tudo o que te peço
e por favor
não me lances á terra
lança-me ao mar
porque aí quero renascer.


Pág. 38

| M a r e s d ’ A l m a | E l s a S e q u e i r a

2 comentários:

Paulo Sempre disse...

Como o tempo passa....

Paulo Sempre disse...

Como o tempo passa....

Beijo
Paulo